Análise de NES Remix

Uma das grandes forças da Nintendo são seus clássicos. O lançamento de games como Super Mario Bros. 2 e The Legend of Zelda no console virtual do Wii U mostra o apelo que esse tipo de título tem mesmo após 20 ou 30 anos desde o lançamento original! E foi justamente seguindo essa linha que a empresa lançou o jogo NES Remix, uma coletânea de games clássicos do NES de uma forma como você nunca viu antes.

NES Remix

A proposta do game é oferecer diferentes desafios baseados em alguns dos maiores clássicos do NES. Esses desafios podem apresentar formas de jogar diferentes das originais como, por exemplo, terminar uma corrida empinando a moto em Excitebike. Ou então eles podem ser baseados na agilidade e velocidade, seja para terminar uma fase dentro do limite de tempo em Super Mario Bros ou então para pular vários barris em Donkey Kong.

Falando nesses desafios a serem completados, NES Remix oferece 204 no total, divididos entre os 16 clássicos disponíveis que inclui títulos como Donkey Kong, Super Mario Bros. e The Legend of Zelda. Esses títulos não são jogos completos e sim pequenas partes que servem de base para tais desafios.

NES Remix

É ótimo jogar os clássicos mas o modo realmente desafiador é o Remix. São os jogos que você provavelmente conhece porém de uma maneira que você nunca viu. Que tal jogar Donkey Kong no escuro com apenas uma pequena fonte de iluminação? Ou então Balloon Fight com zoom?

A mecânica do game é simples: ao completar um desafio você ganha estrelas. O número de estrelas recebidas vai depender do desempenho: o tempo gasto para completar determinado desafio e o número de vidas gastas são dois critérios usados no cálculo. As estrelas servem para desbloquear novos desafios e também outros clássicos. Com 100 estrelas, por exemplo, The Legend of Zelda será destravado enquanto 220 estrelas vão liberar o clássico Golf.

Outra recompensa pelo seu esforço são os bits. Quanto mais você jogar mais bits receberá. Mesmo sem completar os desafios você poderá acumulá-los, só que em menor quantidade. E para que servem os bits? Para acumular selos (são 100 no total), exatamente como em Super Mario 3D World! Esses selos poderão ser usados para publicar mensagens no Miiverse (para aqueles que gostam!).

NES Remix inclui desafios para 16 clássicos: Balloon Fight, Baseball, Clu Clu Land, Donkey Kong, Donkey Kong Jr., Donkey Kong 3, Excitebike, Golf, Ice Climber, Mario Bros, Pinball, Super Mario Bros, Tennis, The Legend of Zelda, Urban Champion e Wrecking Crew. Porém algum títulos da lista não são exatamente o que você esperaria de uma lista de clássicos da Nintendo. Pinball, Tennis e Urban Champion são, no mínimo, questionáveis. A Nintendo privilegiou os jogos do início da vida do NES que são, em geral, mais simples.

NES Remix

O grande ponto negativo do game é a falta de um modo mutiplayer. Alguns dos desafios seriam simplesmente perfeitos para jogar contra um amigo localmente ou então em um modo online. Que tal uma disputa entre amigos no Super Mario Bros para ver quem termina primeiro uma determinada fase?

NES Remix é divertido e, em alguns momentos, desafiador (principalmente no Remix). O game foi bem recebido e a Nintendo já esta preparando uma continuação com novos clássicos do NES (Metroid e Punch-Out!). Agora resta saber se algum dia teremos um Super NES Remix ou então um N64 Remix; Pilotwings, Super Smash Bros e Mario Kart seriam candidatos perfeitos para alguns desafios. Vamos torcer!

Game Box

Killer InstinctPlataformas:
Wii U
Desenvolvedor:
Indies Zero
Distribuidora:
Nintendo
Lançamento:
18/12/2013

  • Divertido e desafiador
  • Os desafios Remix são perfeitos para os jogadores veteranos
  • Faltou um modo multiplayer
  • Golf realmente é um clássico da Nintendo?
Divertido e desafiador, NES Remix é uma grata surpresa da Nintendo. Ficou faltando somente um modo multiplayer.

Clique aqui para entender como as análises são feitas.

Tags

Sobre: André Machado

André Machado é um gamer hardcore, desenvolvedor na Ubisoft Montreal, blogger, youtuber e ex-stargamer. :) Saiba mais sobre o autor.

Confira também...

0 comentários sobre “Análise de NES Remix”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *