Como rodar jogos antigos em um PC moderno usando o DOSBox

Outro dia eu encontrei alguns jogos antigos de PC perdidos no meio da bagunça. Entre eles Alone in The Dark 2 e sua bela caixa grande, a versão original de Tomb Raider e até uma coleção de disquetes com Monkey Island e alguns sharewares como Ken’s Labyrinth e Wolfenstein 3D. Bom, se você tem pelo menos 30 anos e costumava jogar no PC você provavelmente lembra de pelo menos alguns desses jogos não é mesmo? Se você começar a revirar os seus armários é provável que você encontre algum daqueles disquetes de DOOM ou então os famosos CDs que vinham com os kits multimídia Sound Blaster!

Inocentemente, eu tentei rodar Tomb Raider e Ken’s Labirinth no meu PC Quad-Core com Windows 8. O resultado você pode imaginar:

Erro compatibilidade jogos antigos

É ai que entra um pequeno software chamado DOSBox. DOSBox é um emulador do saudoso (para alguns) sistema operacional DOS (Disk Operating System, caso você esteja curioso). Sua tarefa é simular o ambiente completo: sistema, hardware e todas as suas características bizarras (IRQs, portas Sound Blaster, etc.). O melhor de tudo é que o software é gratuito (e o código fonte é aberto). Dentro desse ambiente criado pelo DOSBox nós podemos rodar muitos dos jogos (e programas) criados na década de 80/90. Vamos ver então como funciona na prática!

Instalando o DOSBox

Download DOSBox

O primeiro passo é baixar a versão mais recente para o seu sistema. O DOSBox está disponível para Windows, Mac, Linux (diferentes distribuições) e até mesmo BeOS! No caso do Windows, a instalação segue o padrão ja conhecido: Next, Next e Finish. Com o DOSBox instalado, o que eu gosto de fazer é criar uma pasta específica para os meus jogos (c:\Games ou algo do tipo). Nessa pasta, eu organizo cada um deles em uma sub-pasta. Um exemplo? Dê uma olhada na imagem abaixo; o game Alien Carnage está na sub-pasta acfreew. Você pode fazer isso para todos os jogos que estão no seu PC. O DOSBox não exige nenhuma estrutura específica mas essa rápida organização vai facilitar o nosso trabalho mais tarde. Para os jogos em CD o processo é um pouco diferente e eu explico um pouco mais abaixo.

Organização dos jogos

Executando o DOSBox pela primeira vez

Ok, o DOSBox está instalado e você já tem uma pasta recheada de games. E agora? Vamos iniciar o DOSBox pela primeira vez e ver o resultado! Ao iniciá-lo pela primeira vez tudo que você vai ver será um prompt de comando, justamente como nos velhos (e bons?) tempos. O primeiro passo é “montar” o nosso drive C e apontá-lo para a nossa pasta de jogos.

mount C c:\games

O comando mount associa uma unidade (C: nesse caso) a uma pasta no seu PC. Você pode usar o mesmo comando para “montar” suas unidades de CD e até mesmo de disquete (se você ainda tiver alguma…). Com a nossa unidade C: devidamente montada vamos então acessá-la. Para isso, basta usar todo o seu conhecimento de DOS que estava adormecido; nome da unidade e ENTER!

C:

Um comando dir confirmará que você está no lugar certo, listando todas as suas sub-pastas de jogos.

dir

Para executar qualquer um dos jogos basta usar o comando de mudança de diretório, cd, para acessar a sub-pasta do jogo desejado e então executar o arquivo .exe (ou .bat, dependendo do jogo). Veja o exemplo abaixo para o game Alien Carnage:

Mount DOSBox

E como num passe de mágica aquele clássico que voce acreditava estar definitivamente morto voltará a vida! Ah, se você quiser ativar (ou desativar) o modo de tela cheia, basta usar a combinação ALT + ENTER.

Alien Carnage

Configuração

Bom, já sabemos como rodar nossos jogos. Mas repetir esse processo de “montagem” das unidades toda vez que o DOSBox for iniciado é muito repetitivo, não é mesmo? Vamos então facilitar um pouco a nossa vida. Não seria ótimo se ao executar o DOSBox a nossa pasta de jogos fosse automaticamente mapeada (ou montada) e, quem sabe, o modo tela cheia ativado? Isso é possível através do uso de um arquivo de configuração.

No DOS era possível definir no arquivo autoexec.bat todo comando a ser executado na inicialização do sistema. No DOSBox temos o mesmo recurso: a seção [autoexec] no arquivo de configuração. Você pode incluir os comandos de montagem e mudança de diretório, por exemplo, nessa seção. Toda vez que você executar o DOSBox esse arquivo será lido e os comandos da seção [autoexec] serão aplicados. O arquivo de configuração, dosbox-xx.conf (xx sendo o número da versão), fica armazenado no seu perfil (no Windows 7/8, geralmente dentro da pasta c:\Users\USUARIO\AppData\Local\DOSBox). Também é possível criar um arquivo de configuração por jogo, o que pode ser muito útil se você quiser aplicar parâmetros diferentes para cada um dos seus games.

Config DOSBox

E os jogos em CD?

Mas e quanto aos jogos em CD? Se aquele seu Quake ou então Carmaggedon estão em CD, basta associar uma letra de unidade (D: por exemplo) ao seu drive de CD/DVD. O comando você já conhece; é o mount. E com a unidade de CD/DVD devidamente “montada”, basta rodar o executável do seu jogo.

Passando para o próximo nível: Frontends

O DOSBox é ótimo mas ele foi criado para emular e rodar aplicações DOS, e não necessariamente para facilitar a nossa vida de gamer. É aí que entram os frontends, que são aplicações especializadas criadas para facilitar a configuração/uso de um emulador. Por baixo dos panos o frontend usa o DOSBox; aliás, você não precisa sequer instalar o emulador de forma separada. Basta escolher um frontend, baixar, instalá-lo e em seguida importar os jogos.

DOSBox frontend

Existem muitos frontends para o DOSBox como você pode ver na lista no próprio wiki oficial do emulador. Alguns deles são ótimos e você pode experimentar todos eles sem problemas. Mas eu posso recomendar um em especial que eu uso e recomendo: é o DBGL (DOSBox Game Launcher). O mais legal desse frontend são os game packs, que são pacotes de jogos prontos para serem baixados e importados diretamente no software. Com isso você não precisa se preocupar em procurar os jogos para baixar; no próprio site do DBGL você poderá encontrar os game packs disponíveis para download. Não deixe de conferir a coleção de freewares da antiga Apogee (Apogee Freeware Collection) e um pacote com os sharewares da id software (id Software Collection), que inclui DOOM, Quake e Spear of Destiny. Simplesmente imperdível!

Bom, é isso aí, esse artigo já ficou maior do que o previsto! Aproveite pois agora você pode reviver (ou conhecer) alguns dos melhores games das décadas de 80 e 90 para o PC! Abraço e até mais!

Tags

Sobre: André Machado

André Machado é um gamer hardcore, desenvolvedor na Ubisoft Montreal, blogger, youtuber e ex-stargamer. :) Saiba mais sobre o autor.

Confira também...

4 comentários sobre “Como rodar jogos antigos em um PC moderno usando o DOSBox”

  1. JP Silva disse:

    Cara, fiz a instalação e quando tento criar o diretório aparece a mensagem: “Directory c:\games doesn’t exist” e não consigo criar o diretório, como faço? Uso windows 7 64b…

    • Opa, tudo bom? Geralmente quando você não é um usuário administrador o Windows bloqueia a criação de pastas na raiz. Tente logar com um usuário com direitos de administrador e você provavelmente não terá problemas para criar a pasta! Abs, André

    • Anonimo disse:

      Cria a pasta/diretório pelo windows e só indique o caminho pelos comandos no dosbox. Abs

  2. Ramon disse:

    Tô tentando jogar Kings of the Beach e não consigo configurar o teclado, que merda! =/ Mudo uma tecla e muda tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *